sábado, 12 de maio de 2018

A Minha Rotina De Estudo| Estudar Para Os Exames

Olá pessoas!
Estamos prestes a entrar numa época que é decisiva para qualquer estudante. Para os estudantes de secundário, esta é uma fase final e fase de exames e para os universitários, o mês de maio é sempre dos piores. Por ser uma época difícil para todos nós, pensei que fosse uma boa ideia partilhar algumas dicas de estudo que eu uso e aperfeiçoei ao longo dos anos e que eu sei que funcionam, pelo menos comigo já provaram o seu valor. Espero que consigam encontrar neste post algo que vos ajude e que vos facilite a vida nesta fase tão stressante!
Eu tenho uma certa obsessão com planeamento e gosto de ter tudo previamente pensado e delineado antes de começar o que quer que seja que eu esteja a fazer, e com o estudo não é diferente. Gosto de ter um plano do que vou fazer para ter a certeza que nada fica para trás e só assim é que consigo sentir-me verdadeiramente preparada para um teste, sabendo que tive um estudo cuidado. Mesmo que tenha estudado dois dias para um teste (ou nem tanto), ao planear o estudo e ao completar esse plano, sei que tenho tudo o que preciso e sinto-me preparada. Study smarter, not harder!
Facilmente nós nos desleixamos ao longo do semestre, especialmente quando temos tanto para fazer, algo acaba sempre por ficar para trás. No entanto, estamos a fazer um enorme favor a nós mesmos quando mantemos os apontamentos em dia ao longo do semestre/ ano letivo. Não sei quanto a vocês, mas eu uso apenas um caderno para todas as aulas e muitas das vezes os meus apontamentos mais parecem gatafunhos, por isso gosto de os passar a limpo e acredito que grande parte de nós faça o mesmo. O meu conselho seria não deixar que estes apontamentos de acumulem por semanas. Ao preocuparem-se com esta tarefa pelo menos uma vez por semana, ao organizarem os vossos apontamentos por cadeiras/disciplinas e ao manterem este hábito, vai poupar-vos imenso tempo nas alturas dos testes e até dos exames! Não precisam de escrever mais nada, basta ler o que já fizeram ao longo do tempo e até podem voltar a sublinhar as partes mais importantes.
Quando estão num estado de espírito em que não conseguem estudar e estão constantemente distraídos, tentem estudar fora de casa. Eu tenho preferência pela biblioteca da faculdade, pois tem um ambiente de trabalho e tenho mais facilidade em concentrar-me do que em casa, onde estou demasiado confortável (provavelmente de pijama também) e existem demasiadas distrações. Se seguirem este conselho, por favor, tenham a certeza que levam mesmo tudo o que precisam convosco! Não há nada pior do que chegar à biblioteca e passado pouco tempo aperceberem-se de que o carregador do computador ficou em casa e acabam com uma sessão de estudo desperdiçada e gastaram imenso tempo para nada.
Algo que me ajuda imenso com a minha concentração é música que não tenha qualquer letra. Na verdade, é qualquer música em geral. Se estudar enquanto oiço música, o meu cérebro, de certa forma, bloqueia a música e está focado apenas no que estou a estudar. Embora, nas alturas mais difíceis, em que sei que não posso mesmo distrair-me por umas horas, dou preferência a música que não tenha letra. Com isto não significa que tenha de ser música clássica, no Spotify consegui encontrar algumas playlists de músicas sem letra e que não desgosto nada de ouvir e que permitem que me concentre a 100%!
Não nos podemos esquecer nunca da arma secreta de qualquer estudante, a cafeína. Nas noitadas (porque estas são impossíveis de evitar), na época de testes, quando têm que ler aquele documento com 20 páginas e não conseguem passar do primeiro parágrafo, a cafeína vai lá estar para vocês. Mesmo que não gostem, mesmo quando pensarem que vão conseguir evitá-la, não vão conseguir. Eu já bebo café há uns anos, sempre adorei o sabor, mas conheço pessoas que não tinham qualquer hábito de beber café até chegarem à universidade e serem obrigados a isso, porque não existe outra maneira de mantermos os olhos abertos e a mente focada. Cafeína é a melhor amiga de qualquer estudante universitário!
Por último, quero advertir que estas dicas funcionam muito bem comigo e até podem funcionar com quase toda a gente, mas a verdade é que cada um de nós tem a sua maneira de estudar diferente e cada um de nós tem que saber qual é a estratégia que funciona melhor consigo mesmo. Este é todo um processo que até pode demorar anos, mas acho que é importante experimentarmos variadas formas de estudar até encontrarmos a que funciona connosco. Podem seguir todas as dicas e fazer exatamente o que uma pessoa que tem boas faz, mas não quer dizer que essas formas vão resultar convosco, embora não queira isto dizer que não possam aproveitar uma dica ou outra. Resumidamente, façam aquilo que sabem que resulta convosco, embora possam e devam integrar coisas novas, experimentar novas formas de estudar e até ir variando, até porque por vezes o nosso estudo pode ser aperfeiçoado com passos simples, é tudo uma questão de experimentação.
Espero que este post vos tenha ajudado e que se sintam mais motivados para esta época. Que dicas preciosas podem partilhar no que toca a estudo? E que outros posts relacionados à faculdade/escola gostariam de ver por aqui? Deixem as vossas sugestões nos comentários!
Até próxima! Follow my blog with Bloglovin

Sem comentários:

Enviar um comentário