sexta-feira, 8 de maio de 2015

Ser adolescente

Eu experiêncio esta coisa da adolescência à uns aninhos e neste espaço de tempo cheguei a umas quantas conclusões sobre esta altura da nossa vida.
A adolescência é quando nós descobrimos quem realmente somos. É quando começamos a pensar que, talvez devêssemos começar a pensar o que fazer com a nossa vida.É quando começamos a fazer objetivos de vida. É quando olhamos à nossa volta e vemos que algo não está certo. É quando nos apercebemos que ninguém nos ensinou que a vida pode ser bastante dura.
Os meus pais sempre me disseram que a adolescência é a melhor fase das nossas vidas, mas vou ter que discordar. Esta fase pode ser bastante dura, especialmente com as preocupações que temos hoje em dia. Ter boas notas, a situação familiar, situação com os amigos, estar decentemente arranjado para o mundo exterior, aquele grupo de raparigas ou rapazes que goza connosco, namorado/a, ter tempo para estudar, mas não querer de deixar de fazer aquilo que mais gosta de fazer, falta de dinheiro e tempo. E as preocupações prolongam-se numa lista enorme.
Mesmo que muitos adultos pensem o contrário, nós não temos todo o tempo do mundo durante o período escolar. Muitos pais exigem imenso dos filhos, que tenham boas notas, que ajudem a limpar a casa, que tenham uma vida social, que passem tempo com a família, mas nós não conseguimos fazer tudo isto! Só a parte de ter boas notas, ocupa grande parte do nosso tempo. Os adultos gostam de menosprezar os estudantes, porque, supostamente, temos uma vida bastante fácil e não fazemos nada da vida. Mas muitos esquecem-se que depois de sairmos da escola não nos vamos sentar no sofá sem fazer nenhum. Trabalhos de casa, testes, apresentações são uma preocupação extra que temos que ter em casa.
Na minha opinião, as coisas faladas anteriormente nem são a pior parte de todas na adolescência. A pior parte é o "abrir de olhos". A pior parte é olhar à nossa volta e ver que a nossa sociedade não presta, ver que a vida é injusta para muitos, ver que nem sempre se pode confiar nas pessoas, ver que o mundo parece estar de cabeça para baixo. É quando nos apercebemos do que temos à nossa volta que aparecem as maiores desilusões e muitos ficam traumatizados com isso. Nesta altura da nossa vida quando já temos alguma cabeça para pensar, é quando nos apercebemos que as pessoas à nossa volta não são aquilo pensávamos que eram. E isto é simplesmente horrível. E sabem que mais? Ninguém nos preparou para isto, estavam muito ocupados a menosprezar-nos para nos avisarem disto.
Por que é que ninguém nos disse que a vida é tão injusta e difícil? Porque é que pensam que ser adolescente é fácil? E se é assim tão fácil, porque é que grande parte dos suicídios são cometidos entre os 15 e 18 anos? Porque é que não nos ensinaram a lidar com isto na escola em vez de nos ensinarem contas matemáticas que não vão servir para nada na nossa vida?

Talvez em adultos, devêssemos olhar novamente à nossa volta e aperceber-mo-nos que afinal, a vida é difícil a partir do momento em que enfrentamos a nossa primeira responsabilidade sem ninguém nos ter avisado que ela iria surgir.

Sem comentários:

Enviar um comentário